No próximo dia 26 acontece mais uma edição do Cineclube Curta Cinema no Cinemaison. A sessão "Mulher, raça e resistência no curta documental brasileiro" inclui filmes que trazem a mulher negra como protagonista. São histórias reais de enfrentamentos diários contra o machismo e o racismo, que permeiam a rotina das brasileiras nos mais diferentes contextos sociais, e aqui foram explorados nos universos das classes C e D. Nos títulos, a mulher negra aparece sempre com muita garra e determinação, mas também com amor e humanidade ao encarar seus desafios e conflitos de frente. Para encerrar a sessão, a curadora desta edição, Ludmila Curi, incluiu um vídeo-manifesto feito após a execução de Marielle Franco. O curta ecoa a indignação que ocupou as ruas e as paredes da Câmara Municipal do Rio de Janeiro na semana do crime. #MarielleVive

Iniciado em 2015, o cineclube retorna com a sua proposta original de promover um contato mais amplo e permanente entre o público e a produção nacional em curta metragem. Sempre com uma curadoria nova, o projeto abraça novas temáticas a partir do olhar e das abordagens sugeridas pelos seus curadores convidados. Neste segundo encontro do ano, Ludmila Curi assina a curadoria da sessão. Autora dos curtas “Turista Imaginário”, “Rugas” e “Doutor Magarinos, advogado do morro” – todos exibidos no festival Curta Cinema – Ludmila finaliza atualmente seu primeiro longa, “Maria Prestes”, contemplado em edital do Ministério da Cultura/LongaDoc. Como assistente de direção, ela trabalhou recentemente no filme "Dedo na ferida", de Silvio Tendler, premiado pelo público como melhor documentário no Festival do Rio 2017; com o diretor Eryk Rocha, no filme “Campo de Jogo”, e com a diretora alemã Monika Treut, no documentário "Zona Norte", lançado no Festival de Berlim 2016.

A exibição dos filmes em curta metragem é sempre acompanhada por um debate aberto ao público, no qual os temas apresentados são pensados a partir de reflexão crítica e diálogo.

C(elas)

DIR: Gabriela Santos Alves . 18 min . ES/Brasil . 2017

A maternidade no sistema carcerário brasileiro

Deus

DIR: Vinícius Silva . 25 min . RS, SP/Brasil . 2016

O cotidiano de uma mãe negra da periferia de São Paulo e sua influência divina sobre o filho.

Tia Ciata

DIR: Mariana Campos , Raquel Beatriz . 25 min . RJ/Brasil . 2017

TIA CIATA é um documentário sobre o protagonismo feminino negro sob a ótica da personagem popular Tia Ciata, uma mulher de suma importância para a cultura brasileira. 

O Quebra-cabeça de Sara

DIR: Allan Ribeiro . 10 min . RJ/Brasil . 2017

Em mais um dia de trabalho, Sara junta as peças de seus preconceitos.

DO LADO DE FORA, #MARIELLEVIVE

DIR: Ludmila Curi . 11 min . RJ/Brasil . 2018

Vídeo-manifesto dos desabafos e gritos de protesto que ocuparam as ruas e principalmente as paredes da Câmara Municipal do Rio de Janeiro após o assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes, em março de 2018.

PATROCÍNIO
COPATROCÍNIO
PROMOÇÃO
PARCERIA
REALIZAÇÃO