Em tempos de hiperexposição na internet, seja em redes sociais, sites ou aplicativos de pegação, estamos todos propensos a ter nossa intimidade devassada publicamente. Alguns já perceberam isso e usam suas próprias imagens íntimas como uma forma de sublimação. Mas estamos realmente vivendo isso agora ou o limite entre o público e o privado sempre esteve em pauta?

Os filmes desta sessão mostram, expõem, transbordam, questionam e apagam os limites. Após a sessão, haverá um debate com os realizadores e o convidado especial Matheus Santos, pesquisador do Grupo de Pesquisa em Cultura e Sexualidade/UFBA–CuS.

Curadoria: Aleques Eiterer

Classificação etária – 18 anos

Javaporco

DIR: Leandro das Neves, Will Domingos . 14 min . RJ/Brazil . 2014

They said there was a sugar cane field outside. And now all the memory from the cane is spread all over.

Rotina Matinal

DIR: Daniel Donato . 12 min . RJ/Brazil . 2011

Uma travesti pensa que o cliente pode ser alguém diferente. O dia amanhece e ela volta à sua rotina.

Bendita Seja Toda Dor

DIR: Marcelo P., Osvaldo L., Ruy L. . 5 min . RJ/Brazil . 2002

Um casal de namoradas trancadas num quarto. Uma dominadora, uma submissa, cordas, prendedores de mamilo e muita dor

Joy Stick Joy

DIR: XPlastic . 4 min . SP/Brazil . 2007

Ela quer. Ela consegue. Ela é interpretada por Karen Nofxxx

Encontros

DIR: Antonio da Silva . 5 min . Portugal . 2011

Corpos anónimos que se encontram em sites, encontros espontâneos e rápidos entre estranhos, a pornografia, as Redes Sociais e a hiperconectividade dos dias de hoje. Somos uma geração que, para o bem e para o mal, aparecerá nua em fotos na internet, ou até terá filmes de sexo caseiro na net, em algum momento das suas vidas.

SPONSOR
PROMOTION
SUPPORT
PARTNERS
PRODUCTION