Inscrições encerradas


Maiores informações envie e-mail para atividades@curtacinema.com.br

O Laboratório de Projetos de Curta Metragem do Festival Curta Cinema chega a sua 25ª edição. Esta edição será realizada de forma presencial, no Centro de Referência de Cinema e Audiovisual da FIRJAN/SENAI/SESI nos dias 1, 2, 3 e 5 de dezembro, das 10h30 às 13h. Os consultores que analisarão os 12 (doze) projetos selecionados serão: Luciana Bezerra, Marina Meliande e Lobo Mauro.

Para se inscrever leia atentamente o Regulamento  e preencha a ficha de inscrição abaixo. Anexe, separadamente, no local indicado: o projeto do curta-metragem (sem identificação de autoria/realização), a folha de rosto do projeto, a autorização do autor no caso do roteiro não ser original e currículo com links para portfólio. Todos os documentos deverão ser anexados em PDF. As inscrições estarão abertas até 29 de novembro de 2022 17h. Serão selecionados 12 projetos, que serão anunciados no dia 30 de novembro 13h. Os projetos selecionados deverão confirmar a presença em todos os dias do Laboratório, com o número máximo de dois representantes por projeto.

Ao final do processo, 1 (um) projeto será premiado com serviços cinematográficos que contribuirão para a realização do curta-metragem. Os prêmios consistem em aportes, na forma de prestação de serviço e locação de materiais, oferecidos pelos apoiadores do Festival Curta Cinema 2022. Os prêmios oferecidos ao projeto vencedor terão a validade de 1 (um) ano para serem utilizados. A empresas apoiadores e respectivos prêmios são:

  • Prêmio Edina Fuji - CiaRio – Locação de equipamentos de iluminação, acessórios e maquinaria da empresa NAYMAR, no valor de R$10.000,00 (dez mil reais);

Demais prêmios concedidos pelas empresas apoiadoras serão anunciados durante o período de inscrição e incluídos no regulamento. A organização do Festival está empenhando seus esforços em ter maior colaboração de empresas do setor audiovisual para contribuírem para a realização do projeto selecionado.

Poderão participar projetos de curta-metragem de ficção original ou adaptações literárias mediante autorização dos autores.

O laboratório acontecerá durante os dias 1, 2 e 3 de dezembro de 2022, no horário das 10h30 às 13h. No dia 5 de dezembro será realizada a sessão de pitching dos 12 projetos, aberta ao público. Os selecionados deverão participar de todas as atividades relativas à realização dos laboratórios.


Consultores


Marina Meliande

Marina Meliande é diretora, produtora e montadora, formada em Cinema pela UFF e com mestrado em Artes Contemporâneas pelo Le Fresnoy (França). Como diretora, realizou 4 longas metragens com grande destaque em Festivais Internacionais: "A Fuga da Mulher Gorila", (Locarno 2009), "A Alegria" (Cannes 2010), "Desassossego" (Rotterdam 2011) e “Mormaço”, desenvolvido na residência da Cinéfondation, com estreia na Competição do Festival de Roterdã 2018. Além do cinema, realizou como Diretora Geral duas séries: "Sentença" (Amazon Prime) e "Anjo Loiro com Sangue no Cabelo" (Canal Brasil). Como montadora, trabalhou em mais de 50 filmes, entre eles, "Girimunho" (Veneza 2011), “Olmo e a Gaivota” (Locarno 2015) e "Pendular" (Berlim 2017) e Chão (Berlim 2019). Como produtora, junto à empresa Duas Mariola Filmes, produziu os filmes "A morte de J.P.Cuenca" (CPH DOX 2016), "Não Devore Meu Coração" (Sundance 2017), "Um Animal Amarelo" (Roterdã 2020), "Aurora" (em produção), "A Baleia" (em finalização) e desenvolve projetos para diversas janelas e plataformas.


Luciana Bezerra

Luciana Bezerra é roteirista, diretora, atriz e integrante do Grupo Nós do Morro, onde se formou artista multiplicadora de saberes. Atuou como pesquisadora de elenco para o filme “Cidade de Deus”, o2filmes (2002). Seu curta “Mina de Fé” (2004) recebeu Melhor Ficção no 37º Festival de Brasília do cinema Brasileiro, Melhor Ficção Curta Cinema (2004), e foi exibido em mais de 10 países. Dirigiu o episódio autoral “Acende a luz” no filme “5x Favela, Agora por nós mesmos”, produzido por Carlos Diegues/Cannes hors-concours (2010). É autora do livro "Meu destino era o Nós do Morro – coleção tramas urbanas/editora Aeroplano. Em 2012 participou da Rio occupation London com o projeto Diário London. Colaboradora em roteiros como: "Praça Paris" (Taiga filmes), “Tinted Glass” (Blanche filmes) e "As lendas de Dandara" (TV Globo). Participou da equipe de Direção da série "How to be a carioca" junto a Carlos Saldanha. Recebeu a Menção Honrosa do Júri no Festival do Rio com o documentário "7 cortes de cabelo no Congo", também melhor filme documentário no Festival olhar de cinema de Curitiba (2022). Atualmente trabalha na finalização do Projeto autoral de longa metragem "A festa de Léo’'.


Lobo Mauro

Cineasta formado pela UFF com Mestrado Profissional em Produção de Conteúdos Digitais pela UFRJ. Coordenador Geral da Central de Produção Multimídia da Escola de Comunicação da UFRJ. Membro da APAN (Associação de Profissionais do Audiovisual Negro) e Sócio-Fundador da edt. (Associação de Profissionais de Edição Audiovisual). Dirigiu curtas premiados no Brasil e exterior como “Quando se sonha tão grande, a realidade aprende” (melhor filme FICTS-Milano, o oscar do audiovisual esportivo) e “mais triste que chuva num recreio de colégio” (prêmio do júri internacional em Oberhausen)

Co-fundador e Coordenador de Pós-Produção Audiovisual do Ponto de Cultura 'Alice, prepara o gato', programa do Ministério da Cultura (Niterói, 2004 a 2010), onde produziu mais de 10 documentários, alguns selecionados em diversos festivais brasileiros. Premiado no Edital 2008 da Secretaria de Cultura - RJ onde desenvolveu o roteiro de longa-metragem de ficção “O Desejo Viaja de Trem”.

Roteirista e montador assistente da minissérie “Adriano Imperador”, da Paramount Plus. Produziu, fez som direto e montou o longa “O Cerco”, selecionado para a Mostra Aurora em Tiradentes, 2021 e, recentemente, montou o multipremiado curta “Fantasma Neon”, vencedor de Locarno, Gramado dentre outros.

Desenvolve dois roteiros de longa em que também fará direção: “Terceirizados” e “Califórnia, 13”